Páginas

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

TRÊS FILÓSOFOS DO FUTEBOL (30 FRASES)

 Antonio Franco de Oliveira, o Neném Prancha
O importante é o principal, o resto é secundário.

Quem pede tem preferência; quem se desloca, recebe. 

Bola tem que ser rasteira, porque o couro vem da vaca e a vaca gosta de grama. 

Futebol é muito simples: quem tem a bola ataca; quem não tem defende. 


Jogue a bola pra cima, pois enquanto ela estiver no alto não há perigo de gol. 

Se macumba resolvesse, o campeonato baiano terminava sempre empatado. 

Se concentração ganhasse jogo, o time do presídio não perdia uma partida. 

Jogador de futebol, tem que ir na bola com a mesma disposição com que vai num prato de comida. Com fome, para estraçalhar. 

Penalti é uma coisa tão importante, que quem devia bater é o presidente do clube.. 

O goleiro deve andar sempre com a bola, mesmo quando vai dormir. Se tiver mulher, dorme abraçado com as duas. 

Jogador bom é que nem sorveteria: tem várias qualidades. 

Futebol moderno é que nem pelada. Todo o mundo corre e ninguém sabe para onde. 

O Didi joga bola como quem chupa laranja, com muito carinho. 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Nelson Rodrigues
Não há em toda a literatura brasileira um personagem que saiba bater um escanteio. 

Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos... 

Cada brasileiro, vivo ou morto, já foi Flamengo por um instante, por um dia. 

Se Euclides da Cunha fosse vivo teria preferido o Flamengo a Canudos para contar a história do povo brasileiro. 

Se o Fluminense jogasse no céu, eu morreria para vê-lo jogar.

Eu vos digo que o melhor time é o Fluminense. E podem me dizer que os fatos provam o contrário, que eu vos respondo: pior para os fatos. 

Grandes são os outros, o Fluminense é enorme. 

O escrete é a pátria de calções e chuteiras. 

Todos os torcedores de futebol se parecem entre si como soldadinhos de chumbo. Têm o mesmo comportamento e xingam, com a mesma exuberância e os mesmos nomes feios, o juiz, os bandeirinhas, os adversários e os jogadores do próprio time. Há, porém, um torcedor, entre tantos, entre todos, que não se parece com ninguém e que apresenta uma forte, crespa e irresistível personalidade. Ponham uma barba postiça num torcedor do Botafogo, dêem-lhe óculos escuros, raspem-lhe as impressões digitais e, ainda assim, ele será inconfundível.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Vicente Matheus
Jogador tem que ser completo como o pato, que é um bicho aquático e gramático.

O Sócrates é invendável e imprestável. 

O futebol é uma faca de dois legumes. 

Se entra na chuva para se queimar.

Comigo ou sem migo o Corinthians será campeão. 

O difícil, vocês sabem, não é fácil... 

Espero que os corinthianos compareçam para naufragar nas urnas o meu nome.

Aquele jogador que contratamos, corre devagar. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário